sábado, 27 de novembro de 2010

Eu odeio Ladeiras 2

Segundo dia da viagem. Bom... Eu dormindo lá, né... Quietinha... Sonhando com os anjos.... Aí eu acordo com a Avril Lavigne berrando com a música Hot. Deu vontade de matar a Lia. Eram 6 da manhã em pleno sábado! Aí nós fomos para um trenzinho que ia até Ouro Preto. Uma Maria Fumaça que fazia um barulho irritante! Um barulho insuportável! Uma hora nisso. Fomos a uma Igreja subindo ladeira, descendo ladeira, sobe, desce, sobe, desce... Tudo repleto de paralelepípedos!!! Meus pés já estavam doendo, eu já não estava os sentindo!!! E isso para ir a primera Igreja, fomos a mais duas Igrejas além de museus e grandiosos teatros. Eu já estava andando quase de muleta! Mas, bom... Fazer o quê, né... O pior foi desgrudar da minha bolsa linda... No museu. Mas ficou tudo bem com ela. As igrejas eram escuras e, além do lugar ser meio macabro, cheirava a mofo e eu me arrepiava só de saber que  tinha gente morta lá dentro! Eu fazia malabalismos para não pisar em nenhuma tábua com numeração e nos túmulos. Me cabelo estava todo armado, a marca da minha blusa marcada na pele, que, pela exposição indefesa ao sol, estava vermelha. O suor que escorria pela testa. O meu tênis! Cheio de lama!!! Deu uma dó.... Af, bom, eu limpei! Com esforço, mas... Continua

Nenhum comentário:

Postar um comentário