sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

Robô Ed & Eu.

Você: Jacaré no seco anda?
Robô Ed: He he he, achou que eu ia cair, né?
Você: Sim ou não.
Robo Ed: Talvez... Hehehe.
Você (rindo q nem uma psicopata na frente do computador): KkKkKk!!

domingo, 6 de fevereiro de 2011

Crônica da Semana: O Último Dia de Férias

Minha amiga me chamou para ir lá na casa dela se jogar na piscina. É claro que eu aceitei.
Na hora de ir embora, ela ficou chateada por que eu falei que maquiagem era legal. Sim, só por isso. Tá eu também faço isso... É coisa nossa. Dez minutos depois, ela já estava normal, e eu nem pedi desculpas (a nossa amizade é tão forte que se repara sozinha. Não passamos mais de meia hora brigadas.) Eu desisti de ir embora por que a vó dela chegou com um bolo de chocolate com recheio de chocolate cobertura de chocolate e granulos de chocolate, e me pediu pra lanchar. Ao ver aquela tentação chocólotra, eu não pude dizer não. Minha mãe chegou depois que ela me "obrigou" a preencher uma ficha enooooorme sobre a nossa amizade (onde a gente se conheceu, como, porquê...) É, ela não bate bem não... Bricadeirinha! Minha mãe e a vó dela embarcaram num papo que deixou a gente esperando por uma meia hora, uma olhando a cara da outra. Depois me despedi, entrei no carro e coloquei minha música favorita no volume máximo dentro do pobrezinho, e começei a tentar cantar. Por um momento, pensei que o parabrisa iria estilhaçar de tãããão bem que eu cantava. Tatá ouviu a música e embarcou numa cantoria suuuuper afinada. Eu dentro do carro ela fora. Covidei-a para entrar depois que ela quase se esgoelou tentando cantar a música. Ouvimos - e cantamos bem à beça- Airplanes, umas nove vezes (só o refrão) no volume máximo. Depois ouvimos Fuck You do Cee Lo Green, e discutimos por quê a professora de inglês do nosso curso não ensinava pra gente um vocabulário de palavrões americanos (estava pensando levar essa música para o trabalho, ela não vai ter como dizer não), uma parte suuuuper importante do idioma dos EUA. Depois ouvimos The Carpinters (sim, por 2 segundos) 3 Britney, Mais Que Nada Black Eyead Peas e minha mãe viu o relógio marcar 8 de noite.
O fim do meio último dia de férias.  Amanhã o martírio deve começar outra vez: as intrigas, as implicâncias.
The End

sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Blog da Semana : Blogpaedia.

Adooooooorei o blog, tem muitas dicas pra nós, blogueiros de primeira viagem.
http://www.blogpaedia.com.br/

Música da Semana: What the Hell-Avril Lavigne.


Uma das mais novas músicas da cantora, já está fazendo o maior sucesso! A música é muito dançante e contagiante, você vai gostar!


What The Hell

You say that I'm messing with your head
All 'cause I was making out with your friend
Love hurts whether it's right or wrong
I can't stop 'cause I'm having too much fun

You're on your knees
Begging please,
Stay with me
But honestly
I just need to be a little crazy

All my life I've been good, but now
Ah, I'm thinking "what the hell"
All I want is to mess around
And I don't really care about
If you love me, if you hate me
You can't save me, baby, baby
All my life I've been good, but now
Whoa, what the hell

What? What? What? What the hell?

So what if I go out on a million dates
You never call or listen to me anyway
I'd rather rage than sit around and wait all day
Don't get me wrong, I just need some time to play

You're on your knees
Begging please,
Stay with me
But honestly
I just need to be a little crazy

All my life I've been good, but now
Ah, I'm thinking "what the hell"
All I want is to mess around
And I don't really care about
If you love me, if you hate me
You can't save me, baby, baby
All my life I've been good, but now
Whoa, what the hell

La la la la la la la la
Whoa, whoa
La la la la la la la la
Whoa, whoa

You say that I'm messing with your head, boy
I like messing in your bed
Yeah, I'm messing with your head
When I'm messing with you in bed

All my life I've been good, but now
Ah, I'm thinking "what the hell"
All I want is to mess around
And I don't really care about
If you love me, if you hate me
You can't save me, baby, baby
All my life I've been good, but now
Whoa, what the hell

La la la la la la la la

Que Inferno

Você diz que eu estou bagunçando com a sua cabeça
Tudo porque eu estava saindo com seu amigo
O amor machuca mesmo quando é certo ou errado
Não posso parar porque eu estou me divertindo muito

Você está de joelhos
Me implorando, "Por favor"
"Fique comigo!"
Mas honestamente
Eu só preciso ser um pouco louca

Toda minha vida eu fui boa, mas agora
Ah, estou pensando "que se dane"
Tudo que eu quero é bagunçar
E eu não me importo
Se você me ama, se você me odeia
Você não pode me salvar, baby, baby
Toda minha vida eu fui boa, mas agora
Ah, que se dane

Que? Que? Que? Que se dane!

E daí se eu sair em um milhão de encontros
Você nunca me liga ou me escuta de qualquer jeito
Eu prefiro ficar com raiva do que sentar e esperar o dia todo
Não me entenda mal, eu só preciso de um tempo para brincar

Você está de joelhos
Me implorando, "Por favor"
"Fique comigo!"
Mas honestamente
Eu só preciso ser um pouco louca

Toda minha vida eu fui boa, mas agora
Ah, estou pensando "que se dane"
Tudo que eu quero é bagunçar
E eu não me importo
Se você me ama, se você me odeia
Você não pode me salvar, baby, baby
Toda minha vida eu fui boa, mas agora
Ah, que se dane

La la la la la la la la
whoa, whoa
La la la la la la la la
whoa, whoa

Você diz que eu estou bagunçando a sua cabeça, cara
Eu gosto de bagunçar na sua cama
Sim, eu estou bagunçando a sua cabeça
Quando eu bagunço com você na cama

Toda minha vida eu fui boa, mas agora
Ah, estou pensando "que se dane"
Tudo que eu quero é bagunçar
E eu não me importo
Se você me ama, se você me odeia
Você não pode me salvar, baby, baby
Toda minha vida eu fui boa, mas agora
Ah, que se dane

Nanarana...

Mudanças...

Eu resolvi fazer algumas mudanças, certo?
  1.  Artista da Semana:  um artista que tenha uma novidade (boa)...
  2. Blog da Semana: uma blog que esteja bombando...
  3. Música da Semana: uma música que esteja sendo bastante ouvida...
  4. Uma Crônica Semanal: uma crônica (que tenha acontecido comigo ou com alguém que eu conheça)
Desculpa ser tudo semanal... Mas eu não vou ter tempo, pois vão começar as aulas... =*

Bom...

Você poderia ter feito diferente, mas você não está nem aí... Não é assim que se deve agir. Sinceridade tem limite! Mas você continua sem estar nem aí... Então, esquece. Fique onde está e morra!

Ainda dizem pra que a gente persiga os nossos sonhos...


... mesmo que eles sejam impossíveis!
Peguei a foto no blog Liazinha Rezende. = )

As férias acabaram!

Agora estou sozinho!!

Rima Fail...

Posso ir pra China ou pro Japão mas aqui vai continuar meu coração! (No Rio, No Rio!)

Eu Odeio Acordar Cedo...

Se tem uma coisa que acaba com o meu dia, é acordar cedo. Acordar as seis é a morte. Se fosse pra acordar as oito, oito e meia... (se bem que eu estou acordando às onze, onze e meia...)
Eu tenho que dormir às nove e meia pra acordar às seis.
Eu gosto de dormir às dez...
Agora a mordomia acabou: vamos voltar pra escola.
Hahaha: ainda há uma esperança! A aula de história!

O Óbvio.

O  ÓBVIO


Em uma escola muito heterogênea, onde estudam alunos de várias classes sociais, durante uma aula de português, a professora pergunta:

- Quem sabe fazer uma frase com a palavra "óbvio"?

Rapidamente, Luana, menina rica, uma das mais aplicadas alunas da
classe, respondeu:

- Prezada professora, hoje acordei bem cedo, depois de uma ótima noite de sono no conforto de meu quarto. Desci a enorme escadaria de nossa residência e me dirigi à copa onde era servido o café. Depois de
deliciar-me, fui até a janela que dá vista para o jardim de entrada.
Percebi que se encontrava guardado na garagem o automóvel BMW do meu pai. Pensei com meus botões:


- É ÓBVIO que meu pai foi ao trabalho de Audi.

Sem querer ficar para trás, Luiz Cláudio Wilson, de uma família de


classe média, acrescentou:

- Professora, hoje eu não dormi muito bem, porque meu colchão é meio duro. Eu consegui acordar assim mesmo, porque pus o despertador do lado da cama. Levantei meio zonzo, comi um pão meio muxibento e tomei café. Quando saí para a escola, vi que o fusca do papai estava na garagem. Imaginei:

- É ÓBVIO que o papai não tinha dinheiro para gasolina, foi trabalhar de busão.

Embalado na conversa, Wandercleison Maicon Jáqueson, de classe baixa (é óbvio), também quis responder:

- Fessora, hoje eu quase não durmi, porquê teve tiroteio até tarde na
favela. Só acordei de manhã porquê tava morrendo de fome, mas não
tinha nada pra cumê mesmo... quando olhei pela janela do barracão, vi a minha vó com o jornal debaixo do braço e pensei:

- É ÓBVIO que ela vai cagá. Num sabe lê...

Achei a fotografia bonita

então eu quis postar.

Ouch! It hurt!

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

Eu acho

que os livros são sempre melhores que os filmes, mas as pessoas são preguiçosas, e preferem ver um filme sem substância a ler um livro lindo e contagiante. Não sei como o autor de Percy Jackson deixou estragarem a obra dele, chutarem como se não valesse nada. Não veja o filme, leia o livro primeiro. Pra ver se tem opinião própria ou se deixa levar. Só lendo você vai entender a história. E ainda tem a petulância de, quando eu falei: O livro é muito diferente disso, você dizer: O filme é melhor! Sem saber nada, sem saber um tantinho assim da história. Tadinho Rick Riordan. Uma obra que deu tando trabalho, jogada no lixo!

Não sei

poquê ainda a visito.

19 coisas sobre mim.

  1. O pão de queijo de Minas é horrível!
  2. Não sou politicamente correta nunca.
  3. Eu gosto de estudar.
  4. Eu não converso na aula.
  5. Eu já colei muitas vezes, e daí?
  6. Uma prova não prova nada.
  7. Eu não gosto de quase (ênfase no quase) ninguém da minha escola.
  8. Ninguém liga nem pro meu celular nem pro meu fixo pra falar comigo (de meu celular de cada 20 ligações, 15 são minha mãe, 4 são engano e 1 é de alguém que esqueceu qual é o dever de casa.) ¬¬'
  9. Eu não fico mais de 10 minutos no celular.
  10. Eu nunca converso com ninguém no meu MSN.
  11. Eu bloqueei todos do meu MSN, pra ver qual deles vai descobrir primeiro.
  12. Eu não dou a senha do meu orkut pra ninguém.
  13. Meu computador é mais limpo do que hospital (quanto a vírus).
  14. Sempre que alguém faz uma crítica "construtiva" eu grito mentalmente "Foda-se, porra!"
  15. Quando eu menti pela primeira vez, eu descobri que eu era boa nisso.
  16. Eu não gosto de minha cidade.
  17. Rio é foda.
  18. Quando eu vi, passaram-se quatro anos, e nada mudou.
  19. Promessa não é dívida desde que você esteja de dedos cruzados.

Meu bicho favorito:

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Nem tudo dá certo...

Luanda narra.
(Voz Mental)
Eu acabei de ler aquele livro que a Mariana me emprestou há quase dois meses. {Olha para seu quarto} Nessa bagunça vai ser bem difícil de achar. Ahhhh, amanhã eu arrumo.

Mãe de Luanda: Luaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaanda, que bagunça é essa, minha filha?! Arruma esse quarto agora.
Luanda: Mas...
Mãe de Luanda: Olha, meias sujas, que custa colocar no cesto de roupa suja? E essa camiseta do colégio? Há mais de 3 semanas que acabaram as aulas! Papel de bala???
Luanda: Eu tenho que...
Mãe de Luanda: Isso aqui é mesmo papel de bala? Papel de bala?
Luanda (vermeeelha que nem pimentão): É...
Mãe de Luanda: Você comeu nesse quarto Luanda? Jura que você ingeriu coisas no seu dormitório? Absorveu nutrientes???????
Luanda: O qué que tem?
Mãe de Luanda: O qué que tem? EU NÃO QUERO QUE VOCÊ COMA NO SEU QUARTO! VOCÊ NÃO ESTÁ DOENTE!!! ENQUANTO VOCÊ ESTIVER DEBAIXO DESSE TETO, COMA NA COZINHA, EM CIMA DA PIA!
Luanda: Tá...
Mãe de Luanda: Você não vai sair daqui enquanto esse quarto não estiver um brinco. NÃO VAI SAIR!
Luanda: Mas e a festa de Jana?
Mãe de Luanda: Nada de festa.
Luanda: Quê?
Mãe de Luanda: Quero esse quarto UM BRINCO! ORGANIZAÇÃO.
E começou a arrumar, pegou as roupas e colocou na roupa suja, papéis de bala...
E encontrou, molhado de chuva, o livro de Mariana: logo ela que era tão Miss Organização. Logo o livro de cabeceira dela. O jeito era comprar outro, não dava pra distinguir nenhuma palavra nas páginas que entretiam Mariana. Desfecho: Mesmo com todo seu dinheiro Luanda não conseguiu comprar por que estava esgotado, deu o dinheiro para Mariana e aí ela explicou por que ele era tão especial: o pai dela tinha dado quando ela tindo 4 anos (e óbviamente não sabia ler), bem antes de ter sofrido aquele acidente de carro. E tinha a dedicatória que nunca mais teria: a sorte foi que essa página tinha ficado práticamente intacta, e assim Luanda enquadrou e deu pra ela. FIM.