terça-feira, 24 de maio de 2011

Felicidade não existe.

Felicidade, não sei porque, é a coisa que as pessoas mais procuram. Elas procuram e claro que elas não acham! A felicidade não existe. Veja: a gente é um vácuo, sem sentimentos, quando nascemos, e o primeiro contato que temos com isso é o elo mãe e filho, claro. Depois, nós ampliamos o amor para o resto da família e exploramos os outros sentimentos... Vejamos, alegria (não felicidade), tristeza, ódio, raiva, medo, receio, ansieade, e outros. A felicidade, para mim, seria uma mistura de todos os sentimentos, digamos, bons. Tais como prazer, amor, alegria, e outros... A gente não pode sentir tudo ao mesmo tempo, quer dizer, não facilmente. Então a felicidade é um momento. Você quer que sua vida se resuma a um momento? Acho que não. Mas a felicidade é a "encarnação" do objetivo que as pessoas tem que ter pra viver. Felicidade é como se fosse tudo o queríamos ter, mas não podemos. Claro que a felicidade é boa, e não estou falando que eu, Beatriz, não acredito nela, tive uma epifania mal colocada e quis compartilhar com vocês. Para mim fez sentido quando escrevi.
Agora, cinco minutos depois, estou me sentindo uma idiota de escrever isso, mas esquece, tive trabalho para conseguir colocar o que esava pensando na tela.

Nenhum comentário:

Postar um comentário